Sunday, March 30, 2008

Star Wars!

Aye!

Hoje fui com uns amigos ver a exposição de Star Wars que está rolando no Pavilhão da Bienal lá no Parque do Ibirapuera. Trinta conto pra ver os brinquedinhos do Tio Lucas.

Fazendo uma análise bem fria: a exposição é bem legal, mas podia ser melhor. Acho que faltaram coisas importantes, como a X-Wing, o Jabba e - principalmente - uma modelo vesindo aquele biquininho que a princesa Léia veste em "O Retorno de Jedi". Mas tá valendo.

Seguem algumas fotos para o povo que ainda não foi matar a vontade.

Chewbacca e o colete de fotógrafo do Han Solo


The Empire Strikes Back!


Stormtrooper relaxado


The fastest ship in the galaxy!


Uma fala e milhões de fãs


Lightsaber Dooku?


The man in black


Luke Skywalkers's Rebel Chopper!

Cheers!

T.

Thursday, March 27, 2008

DS KICK-ASS!

Yo!

Uma das vantages de se usar o R4 no Nintendo DS é pode customizar a tela de abertura do bichinho. Lá nas fotos vocês devem ter vist o tema do Kill Bill.

Como gosto de fuçar nessas coisas, resolvi fazer um pra mim baseado em KICK-ASS, novo quadrinho adulto da Marvel (e muito legal por sinal).


Eu curti.

Cheers!

T.

Diário de uma Trilogia: Episódio 1

Hooh!

Já que faz tempo que não escrevo uma vírgula sobre Tormenta por aqui, resolvi quebrar o jejum com estilo.

Essa semana recebi os primeiros capítulos do romance que encerra a trilogia que se iniciou, oficialmente, no dia 21 de outubro de 2003 (data da primeira mensagem enviada à lista que mantemos até hoje para discutir os projetos literários). E por isso, resolvi iniciar uma série de posts (que apesar do titulo, não serão diários) sobre os bastidores do processo de criação.

O plot geral da trilogia toda está resolvido desde o início, 4 anos atrás. E uma das coisas que me deixa bem satisfeito é o fato de terem ocorrido pouquíssimos desvios de percurso desde a idéia original. Sinal que sabíamos o que estávamos fazendo e - surpresa! - ainda sabemos. Take that, suckers!

Já o plot do último livro é uma decorrência tanto de "O Inimigo do Mundo" quanto de "O Crânio e o Corvo". E é aí que o bicho pega. Porque depois de mais de mil páginas de história publicada é normal que sobrem pontas soltas para todos os lados e mais milhares de explicações a serem dadas ALÉM da conclusão da história em si.

Assim sendo, este terceiro romance tem passado por um processo muito mais cuidadoso. E lento.

Foram inúmeras as discussões para determinar o enredo e tem sido um verdadeiro desafio destrinchar o quebra-cabeça de certos pontos chave da trama. Boa parte já foi resolvida, algumas discussões acaloradas aconteceram mas tenho certeza que nesta próxima fase (a que o Leonel escreve e vai me mandando os capítulos aos poucos) devem rolar pelo mais algumas. Pelo menos é o que eu espero. Sério! É a parte mais divertida, ficar duas horas e meia no Skype conversando com o Leonel para tentar provar que o caminho B é muito melhor que o A, originalmente planejado. No placar geral somando os outros livros acho que ainda estou ganhando. Acho que vou dar uma webcam de presente pro moleque só para ver a cara dele cada vez que ele oferece uma alternativa e eu digo: "Leonel...não".

Só não dá pra fazer isso com o Cassaro. Não há clérigo de Hyninn (quem?) que dobre o infeliz. O cara é chefe de fase...

Enfim...os capítulos iniciais.

A primeira coisa que senti foi: o time se entrosou. Depois de tanto tempo trabalhando juntos, acho que o Leonel já tem em mente o modo comop eu edito quando está escrevendo o livro. Assim como eu levo em consideração o estilo dele quando estou fazendo as correções. Isso diminui absurdamente a margem de erro e baixa bastante o fluxo de arquivos indo e voltando com revisões. Já tinha acontecido isso um pouco em "O Crânio e o Corvo", mas agora acho que é mais forte. Tudo bem talvez seja cedo para cantar vitória, mas tenho quase certeza que o processo deve seguir assim até o final daqui a alguns meses.

O Prólogo é sem dúvida o melhor da trilogia, embora eu seja muito suspeito para falar. Se você acha que vai ter que esperar páginas e páginas para saber algo interessante sobre pelo menos um dos personagens, esqueça. Ao invés de desviar o foco, este pequeno prelúdio conta com detalhes algo que todo mundo queria saber faz um tempo. Inclusive eu.

Na verdade, acho que é uma das partes que a gente - eu e o Leonel, mas preciso confirmar com ele - mais esperava. E funcionou direitinho.

Preparem-se para ver um reino bem popular, novos personagens, velhos conhecidos e algumas surpresas. E eu só li até o capítulo 3.

No restante, poucos erros, poucas divergências, algumas dúvidas e nada grave que eu acho que deva ser mudado.

Assim que tiver mais algo de interessante a gente volta com o Episódio 2 (não aquele).


Cheers!

T.

Changes?

Iá!

Olhei pro blog agora pouco e me deu vontade de mudar o esquema de cores. Ainda bem que fiquei bem quieto e a vontade passou.

Quem sabe em um dia mais inspirado...

Cheers!

T.

Wednesday, March 26, 2008

Gotas de Sabedoria

Eei!

A sabedoria é uma coisa espontânea, como pode-se notar nesta breve conversa entre a minha pessoa e meu amigo Quinho.


Quinho -
Dinheiro não é tudo!

JM - É. Tudo é o que você compra com dinheiro


E tenho dito.

Cheers!

T.

Tuesday, March 25, 2008

Tudo O Que Aprendi Sobre a Vida Foi Jogando Videogame

Yo!

Jogar videogames pode ser muito útil no aprendizado do ser humano...

49 Coisas Que Só os Gamers Sabem

* 1. Numa luta, as pessoas começam a piscar quando estão prestes a ser derrotadas.

* 2. Galinhas são fáceis de pegar.

* 3. Tênis é muito fácil.

* 4. Estádios de futebol estão sempre lotados.

* 5. A maior parte das pessoas não fala nada de interessante.

* 6. Garotinhas de 16 anos podem derrotar ursos gigantes e um velhinho pode vencer um robô.

* 7. A melhor maneira de abrir um recipiente é destruindo-o.

* 8. Ao entrar em qualquer cidade, a pessoa mais próxima da entrada vai te dar boas vindas e dizer o nome dela.

* 9. Fazer um 360 enquanto dirige é rotina.

* 10. É importante prestar atenção nas coisas brilhantes.

* 11. Todos os ninjas irão tentar matá-lo. A não ser que seja um super ninja malvado que se recusa a falar. Neste caso ele irá correr depois de dizer ???. Mas cuidado! Uma hora ele volta.

* 12. Grandes heróis são de outro mundo ou perderam a memória.

* 13. Comida cura ferimentos.

* 14. Uma refeição se faz em 2 ou 3 segundos.

* 15. Se sua munição acaba, você morre.

* 16. Qualquer um em qualquer lugar pode pular mais de 2 metros de altura.

* 17. Comer cogumelos faz você crescer. Comer flores faz você soltar bolas de fogo pelas mãos.

* 18. Mulheres artistas marciais são geralmente garotinhas japonesas vesidas de colegiais ou mulheres malvadas com roupas sumárias e seios generosos.

* 19. Bichinhos meigos e poderosos não se importam de ficar presos em bolas nas mãos de crianças hiperativas.

* 20. A Princesa Peach precisa de uma equipe de seguranças

* 21. E a princesa Zelda também.

* 23. A maior parte das pessoas não se importam se você invade seus domicílios. Também não se importam se você mexer ou levar emboras as coisas delas.

* 24. Portas e portões geralmente são controlados por complexos sistemas mecânicos envolvendo estátuas ou armários.

* 29. Malfeitores e monstros tendem a carregar a mesma munição de sua arma. Mesmo que eles próprios não usem armas.

* 30. Boa parte dos carros não amassam. Não importa a força da colisão.

* 31. Cidades grandes possuem ruas sem saída, becos bloqueados por cercas e ruas bloqueadas por lixo, carro, cerca ou uma barreira invisível.

* 32. 90% das portas são falsas.

* 33. Monstros morrem se você pular na cabeça deles.

* 34. Qualquer aventura passa por um mundo coberto de gelo e outro cercado de lava.

* 35. Seu melhor amigo do passado será seu maior inimigo.

* 36. Granadas são fáceis de achar em áreas metropolitanas. E em campos. E nos subúrbios. E nas bases aéreas. E nos hotéis. E nos ônibus. E nas escolas. Mas se você achar granadas em uma base militar, provavelmente são falsas.

* 37. 95% dos computadores, mesas e cadeiras são exatamente iguais.

* 38. Matar gente deixa você mais forte.

* 39. Cadáveres se decompoem 5 minutos após a morte, deixando comida, arma ou chaves para trás.


* 40. Vilões adoram elaborar complexos labirintos ao redor de seu Quartel General.

* 41. Quanto mais você mata, melhor são os itens.

* 42. Todo dono de loja vai sempre comprar qualquer lixo que você tentar vender, não importando a quantidade.

* 43. Seus inimigos vão sempre esperar pacientemente até que você pegue seu lança foguetes na mochila.

* 44. Todo orfão tem potencial para ser o maior dos guerreiros.

* 45. O corpo dos porcos-espinho é composto de anéis dourados gigantes .

* 46. Roupas só existem em um tamanho.

* 47. Você sempre vai precisar da chave de uma porta caso ela esteja trancado. Mesmo a dita cuja seja feita de madeira e você tenha uma granada.

* 48. Ressurreição é só uma questão de tempo.

* 49. Garis são inúteis. Todo objeto jogado no chão sumirá sozinho depois de um tempo.


Cheers!

T.

PS. Lista baseada em "60 Coisas Que Só os Gamers Sabem", divulgada na comunidade Nintendo DS BRASIL, no Orkut.

Baby's Cabana Street Fight 2006!

Ei!

Muito por causa do DS e seu fantástico New Super Mario Bros., entrei meio que numa onda de jogos retrô. Gosto dos jogos 3D, mas quem não sente saudade dos antigos side-scrollers em 2D mesmo? O Cassaro, por exemplo, é um dos grandes defensores da idéia que nem todo jogo precisa ser feito em 3D só porque a tendência atual é essa.

O desenhista e animador Paul Robertson aparentemente concorda com essa teoria. E como homenagem às animações japonesas e a clássicos como Double Dragon e Final Fight, decidiu fazer uma animação mostrando as fases de um fícticio (e sangrento) side-scroller chamado Baby's Cabana Street Fight 2006.




Só sei de uma coisa: se o jogo existisse EU comprava...

Cheers!

T.

Monday, March 24, 2008

Lendas Lendárias!

Ae!

Sexta teve almoço e RPG aqui em casa.

Durante um dos combates, um dos personagens resolveu fazer uma manobra bem conhecida dos fãs de D&D. Mesmo assim o jogador queria ter certeza que todo mundo ia entender...


Cheers!

T.

Nintendo Power!

Hey!

Apesar da instabilidade financeira da vida de freela e da necessidade de aplicar um "Plano de Reconstrução de Conta Bancária" mais cedo ou mais tarde, sempre acabo dando um jeito de comprar algum gadget quando acho que realmente mereço. Alguma coisa supérflua, relativamente cara, divertida e capaz de causar inveja nos mortais membros da comunidade nerd. E eu nem mereço com muita frequência.

Graças à tradução não creditada da matéria do Bob Dylan na Rolling Stone, pude comprar no último final de semana um Nintendo DS.

O lance é que sou bem chato na hora de comprar esse tipo de coisa. Por isso, antes de fazer qualquer plano, pesquisei pacas e cacei um emulador na net (NO$GBA - funciona bem no meu Dual Core 2.4, apesar do problema no som de um jog ou outro) para testar os jogos e ver se era legal mesmo. Depois de um mês e pouco resolvi comprar "the real thing".

Não à toa o DS tem fama de "videogame de criança". O portátil faz parte da nova estratégia da Nintendo (que também inclui o Wii) de tentar abocanhar a fatia de mercado dos jogadores casuais, que não querem ficar 60 horas jogando para ver o final da história. Além disso, a maioria dos jogos vem do Japão. E todo mundo sabe como o povo do olho puxado adora idéias malucas e gráficos exagerados. Uma das grandes pérolas desse tipo se chama "Cooking Mama", um game no qual você prepara receitas virtuais. O pior é que nem é de todo mal.

Para completar, o DS foi colocado logo de cara como o grande concorrente do PSP, superior nas especificações técnicas e vendido desde o início como dispositivo multimídia. Enquanto o portátil da Sony tem o status de "cool" , o da Nintendo é visto só como um "brinquedinho legal".

A real é que não é beeeeem assim. Na biblioteca de jogos do DS há jogos pesados (Dementium, Resident Evil), de raciocínio (uma porrada, mas destaco três: Tetris, Brain Age e Planet Puzzle), RPGs clássicos (FFIII, Dragon Quest IV), plataforma (Mario, Sonic) e bizarrices que desafiam classificação (como Elite Beat Agents). Ou seja: um cardápio variado capaz de agradar a todo tipo de gamer.

O grande diferencial é o uso da tela sensível ao toque. É uma solução simples que revolucionou o estilo de controle dos consoles (junto com o sensor de movimento do Wii), estagnado desde que alguém apertou pela primeira vez o botão vermelho do Atari para fazer a navezinha do Moon Patrol pular.

Como se não bastasse tudo isso, ainda há a possibilidade de aumentar os recursos do portátil com o uso de homebrews (programas feitos por usuários. Do jogo, não de drogas). O processo é simples (embora meio salgado no preço): você compra um R4 (uma espécie de cartucho de DS oco) e um micro SD (aqueles cartões de memória de celular), baixa os programas, passa para o micro SD pela entrada USB, coloca o cartão no R4, bota o R4 no DS e bingo! Tá feita a mágica.

Dá para achar aplicativos como o DSOrganizer (que praticamente transforma o DS em um Palm), Nitro Tracker (sampler para fazer músicas), Moonshell (que já vem com o R4 e permite escutar mp3 e ver vídeos no formato .dpg), Comics DS (para ler quadrinhos e ver imagens em jpg), etc,etc.

Ah sim... o mesmo processo serve para quem quer usar jogos piratas (através do uso de ROMs), algo que todo mundo acaba fazendo uma vez que uma fitinha original aqui no Brasil passa fácil dos cem reais.

E se você tem internet banda larga + roteador ainda pode jogar alguns jogos via Wi-Fi. Mario Kart, por exemplo.

Abaixo, algumas fotos do dito cujo:

Crimsom Red!


Tela de abertura do R4 personalizada


O anime Cowboy Bebop


Ciça e Tati se divertem jogando Tetris


Enfim, mais um vício para a coleção.

Cheers!

T.

PS. Respeito com as meninas que as duas têm namorado (e não, não sou eu)!

Thursday, March 20, 2008

Os Dez Mandamentos 2.0

Eae!

Tava pensando hoje, às vésperas de um feriado religioso, como a Igreja demora a se adaptar aos novos tempos. É um defeito normal em qualquer entidade ancestral, apoiada em dogmas mais antigos que o primeiro Game Boy ou Telejogo.

Vejam os Dez Mandamentos por exemplo. São regras sábias e nobres, mas nada adaptadas ao mundo virtual do qual participamos todos os dias.

Como membro de família cristã e homem batizado além de adepto incondicional da Era Digital, resolvi dar a minha contribuição dando um upgrade nas leis que Moisés nos ensinou. E nem foi difícil: bastou acrescentar a palavra "online" no final.

Querem ver?


OS DEZ MANDAMENTOS 2.0

1 - "Adorar a Deus e amá-lo sobre todas as coisas
online"
Nota: é...nada de clérigos nas sessões de Forgotten Realms via IRC.

2 - "Não invocar o Seu santo nome em vão online"

Nota: sem blasfêmias quando a Internet cair em dia de chuva bem na hora em que seu personagem ia subir de nível.

3 - "Guardar os domingos e festas
online"
Nota: não custa desligar o micro um pouco de vez em quando (na verdade custa, já que você continua pagando a internet a cabo mesmo quando não está usando).

4 - "Honrar pai e mãe
(e os outros legítimos superiores) online"
Nota: nada de fotos comprometedoras da família no flickr. E honrar superiores também inclui aquele líder mala do seu clã.

5 - Não matar
(nem causar outro dano, no corpo ou na alma, a si mesmo ou ao próximo) online.
Nota: isso aí. Jogos PvP e 1x1 tão fora de cogitação.

6 - "Não pecar contra a castidade (em palavras ou em obras) online"
Nota: mesmo sem isso todo mundo já sabia que sexo virtual é tosco.

7 - "Não furtar (nem injustamente reter ou danificar os bens do próximo) online"
Nota: contas de WoW, Ragnarok e correlatos entram nesse pacote também

8 - "Não levantar falsos testemunhos
(nem de qualquer outro modo faltar à verdade ou difamar o próximo) online"
Nota: esse ia ser bem útil em alguma listas e fóruns que eu conheço.

9 - "Não desejar a mulher do próximo online"
Nota: o que, trocando em miúdos, significa "não olharás as fotos de biquini da namorada do seu camarada no Orkut".

10 - "Não cobiçar as coisas alheias
online"
Nota: não tem aquela espada +200 que seu amigo tem? Well...azar o seu.


É isso. Boa sexta-feira santa pra todo mundo!


Cheers!

T.

Melhor Filme do Mundo

Huh!

Esqueçam minha lista de filmes. ESSE é o melhor filme do mundo!

UM NINJA NO JARDIM DA INFÂNCIA

Um astro do futebol americano é flagrado bêbado. Sua pena: cuidar de crianças numa escola comunitária. Mas a tarefa não vai ser tão fácil quanto se pensa. Enquanto cuida dos "anjinhos" no jardim de infância, nosso herói ainda vai ter ainda que lidar com perigosos traficantes de drogas... Para ajuda-lo surge um anjo ( de verdade!), que além de anjo é também um grande mestre de Kung Fu. Quem sai lucrando com toda essa história são as crianças, que além de se divertir com futebol e aprenderem os princípios das artes marciais, vão assistir e se aventurar com nosso herói se preparando para um combate mortal.

Não é sensacional?

A única pergunta que fica é: se um é astro bêbado de futebol americano e o outro um anjo (?) mestre do kung-fu (???), CADÊ A PORRA DO NINJA?

Vou te falar...a cada dia que passa acho o roteiro do meu curta melhor.


Cheers!

T.

Guitar Hero: On Tour (DS)

Ae!

Caras...esse povo da Activision sabe fazer dinheiro.

Depois de versões para PS2, PS3, PC, XBOX360 e Wii, chegou a hora do DS (o portátil da Nintendo, pra quem bateu a cabeça hoje e não lembra de nada que aconteceu no mundo nerd nos últimos anos) ter seu próprio Guitar Hero.



Vamos ver na prática, mas a príncipio achei bem interessante. Imagina, poder jogar Guitar Hero no carro, na fila, no banheiro...

Cheers!

T.

Wednesday, March 19, 2008

Cadê o Juninho?

Olêêêê Porcoooo!

E não é que eu quase me esqueci?

Finalmente ganhamos das Ladies do Morumbi!




Mas a pergunta que ficou no ar depois do clássico foi: Cadê o Juninho?



É isso aí. E vamo que vamo...

Cheers!

T.

Landau 66 - First Impressions!

Oie!

Hoje assisti a primeira montagem do curta, com som provisório e sem a edição final.

No geral? Gostei bastante.

Falta um acerto aqui e outro ali. Dá pra perceber também vários erros cometidos por culpa da inexperiência. Uns mais graves, outros mais simples e todos perdoáveis. É o primeiro curta meu, do diretor E da produtora.

Da minha parte posso dizer que é bem complicado enxergar as coisas claramente na hora em que as coisas estão sendo feitas (o que num mundo ideal seria perfeito). Você até tenta ficar atento mas o mecanismo da coisa é tão louco e a empolgação de ver o roteiro virando algo tangível é tão grande que dificulta a imparcialidade e a frieza necessárias para tomar as decisões certas na hora certa.

Apesar disso tudo, o Fernando (diretor) fez uma exibição teste na produtora e a maior parte das reações foi bem positiva. Tanto a filmagem quanto o roteiro ficaram com o timing certo. Tudo bem amarrado com a trama.

Hoje a gente viu a montagem na casa do meu amigo Luciano, que tem gosto pra filme bem parecido com o meu e não tem medo nenhum de fazer críticas. E o cara gostou, o que já é um ótimo sinal.

Enfim, mesmo com os defeitos acho que o produto final deve ficar legal. E bem melhor que muuuuuito curta porcaria que tem por aí.;)

Cheers!

T.

Se...

...alguém souber porque diabos o Blogger resolveu mudar o espaçamento no meio do meu último post, favor me informar.

Dammit!

Cheers!

T.

Hitlist 2 - Parte 2

Aye!

Aqui vai mais uma parte da lista de filmes. Ainda tem bastante coisa e fazer isso aqui dá mais trabalho do que parece.

Lá vamos nós.

O Balconista (Clerks) - dois balconistas discutem a vida, os relacionamentos e Star Wars (entre outras coisas). Primeiro filme de Kevin Smith, que vendeu sua coleção inteira de quadrinhos para financiar o projeto. Mais tarde, com o sucesso do filme, acabou comprando tudo de volta. Hoje ele é dono de uma loja de quadrinhos em Nova Jersey.

Moulin Rouge (Moulin Rouge) - pois é. Um musical. Quem diria. Normalmente eu realmente não sou fã de musicais (se bem que "Mary Poppins" é um clássico e "Chicago" não é de todo mal. E eu ainda quero ver "Sweeney Todd"). E o engraçado da história é que eu me recusei a ver "Moulin Rouge" quando saiu, mesmo sendo fã do Ewan McGregor e (especialmente) da Nicole Kidman. Acabei vendo por acaso, porque não tinha nada o que fazer. O lance é que as músicas (em geral clássicos modernos do rock e pop, como "Smells Like Teen Spirit" e "Like a Virgin") foram bem adaptados ao clima de cabaré. E a história é tão trágica que chega a ser quase Shakespeareana. É só esquecer um pouco o preconceito para admitir que se trata de um baita filme.


Romeu e Julieta (Romeo + Juliet) - e por falar em Shakespeare, esta é uma adaptação moderna do clássico desta vez dirigido por Baz Lhurman (mesmo diretor de "Moulin Rouge"). Ousado ao misturar a linguagem rebuscada da obra com o clima moderno dos anos 90, o filme não só tem Leonardo DiCaprio e Claire Danes como protagonistas, como também trás Harold Perrineau (o Michael, de Lost) no papel de Mercutio.


Hamlet (Hamlet) - versão do ator e diretor Kenneth Branagh, ficou conhecida por - na época - ocupar duas fitas de vídeo (mais de três horas de filme) e transferir a ação para o século XIX.


Procurando Ricardo III (Looking for Richard) - e mais Shakespeare! Um documentário absolutamente fantástico realizado por ninguém menos que Al Pacino. Enquanto entrevista especialistas e pesquisa uma das principais obras do bardo inglês, o aclamado ator monta sua própria versão da peça usando atores americanos. Com Wynona Rider, Kevin Spacey, Alec Baldwin, entre outros.


Advogado do Diabo (Devil's Advocate) - Al Pacino no papel do diabo! Precisa mais?


Coração Satânico (Angel Heart) - De Niro no papel do diabo! Precisa mais?


O Pagamento Final (Carlito's Way) - campeão de reprises na TV a cabo, o filme conta a história de Carlito Brigante - interpretado por Al Pacino - um ex-criminoso que tenta levar uma vida normal após cumprir sua pena. Dirigido por Brian De Palma.


Perfume de Mulher (Scent of a Woman) - vale nem que seja só para ver Al Pacino no papel de um Coronel aposentado e cego dançando tango. Para mim, uma das melhores cenas da história do cinema.



Cães de ALuguel (Reservoir Dogs) - o primeiro filme de Quentin Tarantino. Basicamente é a história de um assalto que não deu certo. E é depois disso que a coisa piora.

Em breve a Parte 3, em um cinema perto de você...

Cheers!

T.

Thursday, March 13, 2008

Geração Pós-Something

Oy!

Basta um show moderninho pra Folha de São Paulo mandar um repórter descolado pra fazer alguma matéria estúpida. Dessa vez rolou na apresentação do Interpol, que teve abertura da banda gaúcha Cachorro Grande.

A idéia é traçar um perfil dessa nova geração globalizada, antenada, radical, super cheia de energia, alternativa e que não gosta de rótulos. Ou seja: botar rótulo em todo mundo.

Assim, seguindo a sugestão do Barba em seu blog Savoir-Faire, companheiro do Laboratório, resolvi colaborar com tão útil e embasada pesquisa elaborando meu próprio perfil. Espero que as próximas gerações me agradeçam.

Doutor Careca, 32 anos
Onde mora: Sampa City
Onde nasceu: Sampa City
Onde sai: Sair pra que? Sou tão moderno que as pessoas vêm na minha casa
Como se veste: Ou como ou me visto...
Como consome música: No vapor, por causa do colesterol
O que ouve: Hein? Fala mais alto!
O que vê na TV: TV é aquele negócio que existia antes da Internet?
Vê "Big Brother": Ah, só aquela espiadinha né Bial?
Indie, rocker ou emo: Hi-Fi. Com pouco gelo e muita vodka.
Gosta de Cachorro Grande: Meu pai tem um São Bernanrdo
Por que Interpol: Porque era muito mais legal que Scotland Yard

Tomara que alguém da Folha peça minha foto.

Cheers!
T.

Time Machine

Ae!

Justamente quando me vi refletindo sobre meu vício em videogames e o papel que isso teve na minha vida, trombei com este vídeo fantástico.

A idéia do cara foi fazer um resumo de sua própria vida através dos jogos de sua infância. Como a gente deve ter mais ou menos a mesma idade, posso dizer que joguei muita coisa mostrada no vídeo.

Quem não jogou Road Rash ouvindo Guns n' Roses não sabe o que é a vida.

É... tô ficando velho. Mesmo.




Cheers!
T.

The Incredible Hulk!

Aaaargh!

O Homem-Aranha já foi. O Quarteto, os X-Men e mais uma turma também. O Homem de Ferro tá chegando e - com ele - vem também o Gigante Esmeralda.

O trailler foi lançado ontem no Omelete e eu tive a bondade de tirar duas screenshots de dois momentos mais que cruciais: um close no verdão e a hora em que ele sai na mão com o Abominável (beeem diferente da versão dos quadrinhos, but who cares?).



Minha conclusão?

Olha, o roteiro já tá tão claro que dá pra fazer um resumo com base no trailler fácil, fácil. Isso é ruim? Não necessariamente. É um blockbuster com personagem de quadrinhos, ou seja, não dá pra levantar mil discussões filosóficas, como o primeiro filme já provou (certo Mr. Ang Lee?).

Filme do Hulk tem que ter destruição, exército e muita porrada. Até agora tudo isso tá incluso (com a lindíssima Liv Tyler de bônus).

O Verdão em CG ainda parece um Shrek anabolizado que aprendeu a andar com o RoboCop? Yep. Mas também tá a cara da versão desenhada.

Conclusão: já tá bom demais.


Cheers!
T.

Thursday, March 06, 2008

Transformers in Box!

Yaaa!

Por um acaso trombei ontem com esse vídeo da abertura da série chinesa (creio eu) dos Transformers. Como se não bastasse a tosquice natural da coisa, um cara resolveu colocar legendas em inglês (que não são exatamente uma tradução).

Não sou lá muito fã de blogs que têm como forte a postagen de vídeos toscos do YouTube, mas esse aqui merece!

TIME TO SHOOT A DUCK!



Cheers!

T.

Who Watches the Watchmen?

Yo!

Sempre fiquei na dúvida sobre minha opinião a respeito de qual a melhor minissérie em quadrinhos que li na vida: Cavaleiro das Trevas, Watchmen ou V de Vingança (aliás, sinta-se a vontade para dar sua opinião).

O mais engraçado é que na minha antológica conversa de bar com David Lloyd tempos atrás, ouvi do próprio que não havia dúvida: V era melhor que Watchmen (e acredito que ele tenha sido imparcial, mesmo sendo o desenhista da série). Mas isso é outra história.

A dúvida ainda persiste, mas Watchmen tem um lugar especial guardado na minha memória. É um dos poucos quadrinhos que crescem com você. Toda vez que leio de novo, encontro algo que não tinha visto antes ou não tinha bagagem cultural para entender da vez anterior.

Como todo fã de HQ sabe, Zack Snyder, o cara que arrebentou na transposição de 300 para a tela, está trabalhando em uma adaptação cinematográfica de Watchmen. Se vai ser uma bomba ou um épico digno da obra original, ainda é cedo para dizer (afinal, o filme só estréia em 2009) mas hoje foram divulgadas as fotos dos personagens principais: Nite-Owl, Silk Spectre,
Ozymandias, Rorschach e Comediante.

Olha só.


Well, querem saber? Eu gostei

Como apontou meu amigo Esponja, tanto Nite-Owl quanto Ozymandias estão com visual bem tecnológico se pensarmos que a história se passa na década de oitenta. Mas mesmo assim, acho que funciona. As adaptações no uniforme da Silk-Spectre caíram legal. O Comediante e Rorschach estão indescritivelmente fiéis ao visual original.

Se vai ser bom eu não sei. Mas, por enquanto, podemos dizer que o filme de Watchmen VAI bem...

Cheers!

T.
Obs. as fotos foram tiradas do site Omelete.

Wednesday, March 05, 2008

R.I.P. Gary Gygax

Ontem fiquei sabendo da morte de Gary Gygax. É uma pena.

Gygax, junto com Daver Arneson (que inclusive esteve presente em uma das edições do Encontro Internacional, aqui em São Paulo) foi o responsável pela criação de Dungeons & Dragons, o RPG mais famoso e querido do mundo.

Sinal que até mesmo os pontos de vida dos heróis mais épicos um dia acabam. E como não existe Ressurrection na vida real, só nos resta desejar uma viagem pelos planos superiores. Com direito a uma paradinha em Sigil, se possível.

Abaixo, vai uma declaração feita por Gygax que achei bem interessante. O assunto é a onda de RPGs online:

"Não há intimidade; não há contato. Há o computador como intermediário e sua imaginação não tem o mesmo papel que tem quando você está físicamente com um grupo de pessoas jogando. Me lembra uma vez em que vi algumas crianças discutindo se preferiam o rádio ou a televisão, e perguntei a um garotinho por que ele preferia o rádio. 'Gosto mais porque as imagens são melhores', foi a resposta que recebi".

Descanse em paz, Mr, Gygax!

Cheers!

T.
PS. Não sei se existe uma data considerada como Dia do RPG ou coisa que o valha, mas como homenagem podíamos considerar o dia 27 de julho (data de nascimento de Gary Gygax). O que vocês acham?

Landau 66 - Bônus

Aye!

Lembram da maquiagem nojenta? Então. Fiz um vídeo com uma montagem das fotos mostrando todo o processo.

Aí vai!



Cheers!

T.
PS. notaram como isso aqui anda cheio de vídeo ultimamente?

Domingo no Parque com Iron Maiden

Yo!

Pois é.

Filmamos o curta na sexta e no sábado, no domingo vi o verdão dar show contra o timeco e quando achei que tudo estava terminado e que minha noite de domingo seria usada para terminar meu trampo de tradução para a Rolling Stone, eis que o acaso resolve aprontar das suas.

Tinha visto o jogo na casa do meu amigo Luciano. Assim que a partida terminou, seguiu-se o curioso diálogo:

Luciano - Cara...que foda! E ainda tem o show do Iron pra completar!

JM - Show do Iron? Nossa...é mesmo né? É hoje.

Luciano - E aí? Tá afim de ir?

JM - Como assim?

Luciano - Ah...to com dois ingressos sobrando. Se quiser é só ir se trocar e colar aqui.

JM - Sei lá. É pista?

Luciano - Que pista o que! Dá um ligo.

(Luciano me mostra o envelope com o simbolo da Sociedade Esportiva Palmeiras e os três ingressos. Junto, a carteirinha que autoriza o uso das cadeiras cativas de um amigo dele que tá na gringa)

Luciano - O negócio é ver da tribuna. Sentado e sossegado.

JM - Ah...então beleza.

Luciano - Então vai. Enfia uma roupa preta e vambora.

E foi assim, queridos amiguinhos, que fui de graça e de última hora assistir de modo bem confortável um show que tinha ingressos esgotados desde dezembro do ano passado.

Foi bem legal, diga-se de passagem. Lembrei de quando tinha 12 anos e sabia todas as letras do Iron. Foi minha primeira e única banda da fase metaleira pela qual todos nós passamos na adolescência.

Enfim, fechei com chave de ouro um final de semana mais do que perfeito.

Segue abaixo um vídeo da abertura do show, feita por algum anônimo da platéia. Não dá pra ver
muita coisa mas dá pra sentir o clima da festa...




Cheers!

T.

Monday, March 03, 2008

Viva Valdívia!

Heeey!

Alguém pensou mesmo que eu ia deixar passar?

Quatro jogos, quatro vitórias, nenhum gol sofrido. Preciso dizer mais alguma coisa? Melhor deixar o Mago dar o recado...




Cheers!

T.

Landau 66 - Day 2

Hey!

De sábado para domingo tivemos o último dia de filmagem do curta. E para a minha felicidade e de todos os envolvidos, correu tudo mais do que bem.

Sem a chuva que complicou um pouca as coisas na sexta, o clima ficou bem mais leve. Todo mundo trabalhando e atento, lógico, mas com várias bobagens e piadas no meio do caminho. Vítor, um dos atores, foi o campeão com suas versões de músicas trash como "Planeta Xuxa" enquanto a câmera não rodava.


Mas o principal mesmo foi minha fantástica participação na película. Performance digna de Oscar (se não cortarem a cena na edição, lógico)!

A gente ainda não sabe quando tudo vai ficar pronto (agora é preciso montar, editar, colocar trilha, etc, etc, etc), mas não deve demorar muito. Provavelmente a gente deve fazer algum tipo de trailler para colocar no youtube mais cedo ou mais tarde.

De novo queria agradecer a atenção de toda a equipe, a todos os atores e em especial ao Fernando, que acreditou no meu roteiro muito, mas muito mais do que eu mesmo.

Mal posso esperar pela próxima...

E como não podia deixar de ser, mais fotos (e um videozinho)!




video

Em tempo: a maquiagem da mão nojenta é de Júnior Branco. Aliás, se eu pudesse ficava com aquilo no braço a semana inteira.

Cheers!

T.

Saturday, March 01, 2008

Landau 66 - Day 1

Heil!

Ontem começamos a filmagem do curta. Na real era para começar e terminar maaas, como todo mundo sabe, não existe filmagem sem zica.

Primeiro foi a chuva que além de atrasar todo mundo quase inviabilizou a gravação por conta dos equipamentos. O curioso é que a história se passa inteira debaixo de chuva (artificial e controlada por nós mortais, não por Ele). Paradoxos, paradoxos....

A idéia era filmar até um pouco antes de amanhecer, mas rolou um problema técnico e a gente teve que suspender para retomar - acredito eu - hoje à noite.

O que interessa é que os atores mandaram muito bem e a equipe foi pra lá de competente. Muito mais do que assistir na telona uma história que você escreveu, é saber que tanta gente se envolveu espontâneamente por acreditar na idéia. E saber que a partir daí a história não é mais só sua.

Ainda tem um longo dia pela frente, mas o caminho já tá traçado.

Para não deixar vocês na mão, separei algumas fotos de bastidores para matar um pouco da curiosidade que (espero!) vocês devem estar sentindo.


Amanhã voltamos com o Day 2!

Cheers!

T.