Saturday, September 16, 2006

Camisa 10

Heil!

Minha paixão pelo futebol é notória. Se existe um amor que foi constante nestes anos todos, é o que sinto pela Sociedade Esportiva Palmeiras. Uma tradição de família italiana que meu pai tão sabiamente fez questão de me transmitir.

Anyway, antes que eu comece a filosofar, vamos direto ao assunto.

Hoje consegui acessar alguns CDs que não estavam colaborando e consegui reaver arquivos de texto que eu julgava eternamente perdidos. Pra comemorar, resolvi disponibilizar um deles para meus fiéis, estimados e desocupados leitores. Vocês vão ver que tem muito a ver como o que eu escrevi lá encima.

Não estranhem o estilo da narrativa. Minha idéia era homenagear humildemente os grandes cronistas esportivos brasileiros.


Camisa 10

Oliveira avançou pela ponta direita. A bola faceira grudada em seus pés. A torcida alvinegra impulsionando seus passos.

Parou em frente ao lateral adversário. a cabeça baixa. Os pés bailarinos dançando velozes. Passou como um bólido. Um raio. O inimigo inerte, inválido. Congelado como num instantâneo na primeira página do noticiário esportivo.

Uma avenida abriu-se à sua frente. Caminho livre para a felicidade de milhares de torcedores.Um único adversário a ser vencido. Um último guardião em frente aos portões da vitória.

O goleiro. A muralha.

Invadiu a área ligeiro. Gingou de um lado. Gingou de outro. Prendeu a bola firme entre os pés num abraço de amante. Moveu-se à frente. A esfera, Fiel como a torcida, o acompanhou num arco por sobre o inimigo. Amaciou a bola no peito. Deitou-a gentil no gramado. Olhou a meta vazia.

E parou.

Além das redes viu a torcida adversária. Os olhares atônitos. As bocas abertas à espera da tragédia.

Viu as bandeiras estampadas de verde e branco. Os peitos envergando a farda oliva que vestira com orgulho tantas vezes nos campos de terra da infância.

Sentiu um aperto no peito. Fechou os olhos e chutou.

Um míssil cortando o ar, passando num instante sobre a meta.

E muito antes que a bola terminasse sua surpreendente trajetória e aterrisasse placidamente no meio da alegria alviverde, Oliveira já tinha cruzado a linha de fundo e seguido para o vestiário.

Sem necessidade de cartão vermelho, expulsara-se de campo.


É isso ai.

Mais cedo ou mais tarde tem mais.

Avanti Palestra!


Cheers!

T.

1 comment:

dcorsi said...

bons tempos do Upstatic...

vc podia postar os outros textos tb.

Abraços!

(porcaria essa história de ter que ser membro do blogspot pra postar aqui)