Wednesday, December 03, 2008

Review - Watching the Watchmen

Hey!

Watchmen é, para muitos, a maior e melhor história em quadrinhos já concebida por um cérebro humano (caso Alan Moore seja mesmo humano). Em parceria com o desenhista Dave Gibbons e o colorista John Higgins, o escriba inglês criou uma obra profunda, cheia de camadas e referências que vão de elementos da cultura pop à Alexandre, o Grande. Junto com O Cavaleiro das Trevas, de Frank Miller, Watchmen revolucionou os quadrinhos de super-heróis, analisando-os como se fossem de carne e osso, falíveis, frágeis e vulneráveis à passagem implacável do tempo.

Com o hype gerado pela vindoura versão cinematográfica, é normal que mais e mais produtos relacionados à "franquia" pipoquem pelas lojas até a estréia. Um deles é Watching the Watchmen.

Concebido por Mike Essl, Chip Kidd e Dave Gibbons, Watching the Watchmen é um livro de arte tamanho família que destrincha todo o processo de criação visual da série. Em suas mais de 270 páginas há um desfile de esboços, concepções de personagem, layouts de páginas, rascunhos e textos de Gibbons (com uma participação pequena, mas memorável de John Higgins), entre outras preciosidades.

Os poucos textos de Alan Moore - afastado de tudo o que se relaciona a Watchmen graças às infinitas pendengas com a DC Comics - não foram escritos especificamente para a obra, mas têm valor inestimável. Trata-se de parte da proposta inicial enviada à editora, trechos de roteiro e pequenas notas para Gibbons, que revelam o desconhecido lado bem-humorado do autor.

Apesar do preço relativamente salgado para os padrões brasileiros ($39,95), Watching the Watchmen é, sem dúvida, imprescíndivel para qualquer fã da série.

Sobrecapa (frente)

Sobrecapa (costas)

Capa

Contra-capa

Proposta original de Moore em carta para Gibbons

Esboço e página finalizada

Esboço

Esboços conceituais de Gibbons (esq.) e Moore (dir.)

Versão preliminar dos personagens

Arte conceitual das capas

Versão do primeiro Nite-Owl (Coruja) feita por Gibbons aos 14 anos

Layout das capas dos suplementos de Watchmen para o RPG DC Heroes

Paródia de Rorschach feita por um jovem Neil Gaiman

Moore (esq.) e Gibbons (dir.) cortam um bolo especial em homenagem à série


Cheers!

T.
PS. Agradecimentos especiais à minha amiga Patoka, que aceitou meu pedido cara-de-pau e me deu o livro de presente.

7 comments:

Garrell said...

Porra, queria uma amiga Patoka também!

Sensacional o livro. Post incrível esse, Mauro. Parabéns!

Garrell said...

Detalhe pra camiseta comuna do Alan Moore. O doidão é classe!

Kendi said...

Pra mim,Dave Gibbons vai ser sempre um desenhista qualquer que era apenas bommasnãotanto, perfeito para os objetivos de Alan Moore. Por isso, acho que não me empolguei muito com o livro.

Lembro quando eu tinha 7 anos de idade e vi pela primeira vez Watchmen e pensei:"nossa, esse é o melhor quadrinhos de super-heroi? Que desenho simples..."

JMTrevisan said...

Sei lá...acho que a simplicidade não deixa de ser uma virtude. Tem que ter muito talento para executar os roteiros carambolescos e enfiar em um quadro todas as descrições bizarras do Moore. Jim Lee é um ótimo desenhista mas combina com o roteiro (tosco) do Frank Miller em AllStar Batman and Robin tanto quanto feijão e strogonoff...

Kendi said...

Pode ser que Dave Gibons fosse mesmo um cara muito bom que fez desenhos bem no estilo comercial da epoca, tudo isso propositalmente. Mas, acho mais provavel(e isso é só minha opinião) que Alan Moore tenha escolhido Gibons justamente pq ele ter um desenho bom, mas medíocre, ja que nunca o vi se destacando em mais nenhuma obra.
Enfim, Watchmen é fodástico e acho que "Watching the Watchmen" é um ótimo livro pros fãs, mas a falta de Alan Moore me deixou meio decepcionado
Queria escrever mais, mas meu comentário ja ta muito grande...

Miltão said...

poutz, sou nerd novinho e nem li essa obra dwe arte. vou esperar a titia Panini lançar a edição absolute e parar de comer lanche na cantina da facul, aí além de comprar a obra, emagreço.

PS: quase invejo o Trevisan.

Bob Andelman said...

Bom dia! You might enjoy this Mr. Media podcast interview with Dave Gibbons, co-creator and artist of Watchmen, as he discusses the Warner Bros./Fox dispute, being on the set during production, and what he thinks of the trailer and the rough cut he saw of Watchmen. He also talks about the possibility of working with Frank Miller and the message he took to Alan Moore from Will Eisner. Here's the link!