Saturday, October 04, 2008

A "Exímia" Arte de Cortar Material?

Ahoy!

De vez em quando a gente tropeça com coisas que os outros dizem e se vê na obrigação de justificar. Hoje trombei com essa:

"Publicar livros de RPG no Brasil requer a exímia arte de 'cortar' material"

Ok. Deixa eu pensar...hmmm...er...não.

Normalmente quando se edita um livro, rola um planejamento antes. Primeiro você vê com a editora quantas páginas o livro poderá ter, com base em orçamento, preço final e outros detalhes. Sendo assim, planeja-se o número de capítulos e a quantidade de páginas de cada um.

Com isso na mão, calcula-se o número de caracteres por página. Desse modo eu posso passar para o colaborador qual a quantidade exata de texto que ele precisa me entregar. A regra sendo obedecida (e em geral ela é ou a gente enfia a cabeça do autor dentro de um barril de estrume de troll), não existe material excedente.

Lógico que cada um trabalha de um jeito, mas em mais de dez anos editando livros nunca tive que "cortar" nada. Portanto, a única arte que publicar ou editar livros de RPG (ou de qualquer outro tipo) no Brasil exige é o planejamento.

Cheers!

T.

37 comments:

Marcelo said...

Deixo aqui um novo talento que foi cortado do livro básico de Tormenta -- porque afinal, cortar material é uma exímia arte:


INICIATIVA INOVADORA

Você cai, mas teima em não ficar morto.

Pré-requisitos: Iniciativa Aprimorada, Mercado em Crise, habilidade de classe Inimigo Predileto (fanboys)

Benefícios: você pode tentar uma outra manobra diferente após ter falhado na anterior. Por exemplo, pode tentar vender livros após falhar em revistas, ou tentar vender PDFs após falhar em livros, ou tentar uma barraquinha de churros após falhar em PDFs.

Você também pode gastar 1 Ponto de Ação para culpar o mercado por sua falha.

Especial: este talento pode ser adquirido várias vezes. Você vai precisar.

Tom. said...

Alguém não tem lido os resultados de venda do 3D&T alpha.. :)

João Paulo "Moreau do Bode" said...

Cassaro, e se a barraquinha de churros entrar em crise?

Chuck said...

aí você volta a ser professor de música né...

Leonel said...

Palavras difíceis são legais. Mas, antes de usar, tu tem que saber o que significam. Se não tu fica parecendo um nefelibata.

Quaresma, "The" said...

Difícil é e-mail importante chegar no destinatário quando se precisa >_<
Careca, mandei denovo meu endereço pro e-mail do Carecast, assim que chegar, me retorna um e-mail me notificando isso, ok? Se não você vai se surpreender o quão rápido uma pessoa pode encher a caixa de entrada de e-mails de outra para ter o seu Manural 3D&T Alpha em casa =D
Não sei é possível, mas num faz mal perguntar:
Alguma chance dele vir autografado? XD
Anyhow...

Cyaz

Mad Max said...

Acho que o talento que o Marcelo postou tá muito low power. Porque se fosse desse geito "aqueles que o pegaram" já estariam sem Pontos de Ação a MUUUUUITO tempo...

E nível a gente sabe que "eles" não ganharam...

Anonymous said...

puta briguinha de comadre do caralho.

Anonymous said...

Paulo Maluf! Você por aqui?!!!!

Anonymous said...

tudo viado e puta vcs

João Paulo "Moreau do Bode" said...

Será que por conta de comentários como esse acima, que o JM bloqueou comentários anónimos?

JMTrevisan said...

...e então, amiguinhos, foi assim que terminou a grande aventura dos posts anonimos.

Quem quiser xingar vai ter que voltar a botar nome.

Cheers!

T.

Wallax said...

Eu acho que cortar conteúdo dos escritores é uma arte sim. Afinal de contas, ser editor é saber escolher o que presta e o que não presta do material do cara.

Planejamento é besteira. Se planejamento fosse bom, vinha dando certo há tempos pelo mundo afora.

A RedeRPG está aí como o maior portal de RPG da internet brasileira cortando muito conteúdo e não planejando nada há séculos.

Acho muito bom é vocês segurarem os seus colaboradores aí, senão eu vou soltar uma ou duas verdades e acabar com algumas editoras no mercado.

Oras!

Tsubasa said...
This comment has been removed by the author.
Tsubasa said...

Depois dessa só posso dizer que o Telles vive num mundo só dele. Vai entender como funciona a cabeça de certas pessoas.

Tsubasa said...

Depois dessa só posso dizer que o Telles vive num mundo só dele. Vai entender como funciona a cabeça de certas pessoas.

Marcelo said...

"Acho muito bom é vocês segurarem os seus colaboradores aí, senão eu vou soltar uma ou duas verdades e acabar com algumas editoras no mercado."


Por favor, sejamos justos! Vamos dar algum crédito ao cidadão.

Como bem lembrou um amigo meu, ele realmente quebrou algumas editoras...

wanderson said...

game ridiculo que me lembrou 3D&T.

:D

http://niely.labrute.fr/

Lucio said...

Fala Trevisan,

Na boa, nunca entendi essa necessidade constante de manter a fogueira acessa. Se ele é tão incompetente assim, por que você dá tanta importância a tudo que ele escreve?

Deixa agora eu citar aqui um outro autor (tradução livre minha) tirado do Pathfinder Companion - Second Darkness:

"Originalmente criado por James Jacobs, eu tive a oportunidade de trabalhar com suas excelentes idéias para construir o molde do sistema de características (traits) para o Pathfnder Chronicles Campaign Setting (que será lançado esse mês!). Quando o sistema FOI CORTADO DO LIVRO POR PROBLEMAS DE ESPAÇO, nós decidimos incluí-lo nesse guia do jogador"

O que?!?!?. A Paizo está cortando coisas de seus livros? Que falta de planejamento, que incompetência!. É dose mesmo, está afundando o mercado internacional.

Vou ficar aqui esperando a avalanche de críticas a essa postura amadora da Paizo, do contrário vai parecer que as críticas ao Teles são meramente pessoais, né?

Grande abraço,

Lúcio Pimentel

JMTrevisan said...

Opa Lucio!

O lance de manter a chama acesa, de brigar ou não brigar é uma parada que só quem entende é quem passou pela confusão toda. Mas nem se trata disso.

O que me ferra é dizer que "para fazer livro de RPG no Brasil, blablabla". Eu faço livro de RPG e não trabalho assim, então "me inclua fora dessa", como dizem os commoners.

Mas o caso aqui é que eu acho erro de planejamento mesmo.

Se você corta quando tá idealizando o livro, é uma coisa. Tipo "melhor a gente não colocar aquelas 50 classes de prestígio porque não vai dar".

Se você escreve, escreve, escreve e o material não cabe porque você escreveu muito mais do que devia, dentro do meu método de trampar é tosco, é falta de planejamento e desperdício de tempo e trabalho.

Seja a Paizo, seja o Telles, seja eu, seja o Papa, a Britney...

Cheers!

T.

João Paulo Francisconi said...
This comment has been removed by the author.
João Paulo Francisconi said...

Só para deixar claro: a RedeRPG não é o maior portal de RPG do Brasil. Repito: a RedeRPG não é o maior portal de RPG do Brasil.

Ela já foi superada, faz muito tempo, pelo portal RPG Online, que até stand no EIRPG tem.

O número de acessos da Rede vem caindo vertiginosamente, 41% de acordo com a minha última checagem no Alexa.com, faz meses.

E há o risco de, muito em breve, se tornar o terceiro maior portal de RPG do Brasil. É só continuar caindo enquanto outros portais e blogs vem crescendo.

João Paulo Francisconi said...

Aproveitando, eu acho engraçado que alguém ainda ache que existem segredos que podem derrubar editoras depois daquela paspalhada do EIRPG:

A verdade é que o mercado não suporta duas revistas de RPG

Oh, really?

Outra coisa. Desde quando o Trevis ou qualquer outra pessoa pode "segurar seus colaboradores"?

Mania dessa gente que vive em uma ditadura de achar que as pessoas tem que ser controladas. Eu, hein...

No país democrático em que eu vivo, cada cidadão tem o direito de falar o que quiser e o dever de se responsabilizar pelas suas palavras.

Wallax said...

Tem uma coisa que eu realmente não entendo:
Porque as críticas ao Telles não podem ser meramente pessoais?

Onde é que está escrito nesse blog (pessoal) ou em outro blog (pessoal) como o do Giltônio, do Rocha, o Meu e etc que as criticas são impessoais e dizem respeito ao mercado como um todo?

Eu acho é que tem que criticar sim as perólas do cara. Ele fala a merda, como dizer que "no dia em que inventarem um leitor portátil de PDF esse cara vai ficar rico" e depois não quer ser zoado?

Oras, fala esse bando de basófias com pompa de especialista e tem como retaguarda uma cacetada de fracasso. Quer tirar onda de especialista pelo menos traz uma porrada de sucesso na bagagem.

Se a Paizo, WoTC, seja lá quem for também corta material, problema deles né? Eles escreveram em algum lugar público que "Editar RPG é a arte de saber cortar material"? Ou qualquer pérola do gênero?

Acho que a zoação aqui é com essa marra de especialista enquanto o cara só vacila.

O que é pessoal mesmo e é muito justificado.

E melhor: Na página pessoal do cara.

Lucio said...

Fala Trevis,

Valeu pela resposta, entendi os motivos do seu post. É bem interessante conhecer sua experiência de trabalho.

Só quis esclarecer que essa prática de cortar material não é uma idéia maluca do Teles, e sim algo bastante comum no mercado de RPG e até em outras mídias.

Grande abraço,

Lúcio

Rogerio said...

Impressionante como para certas pessoas qualquer discussão se torna pessoal.
Se eu disser que tem muito "Marcelos" no mercado de RPG, vai ter neguinho dizendo que estou atacando fulano ou bertrano.
Acho muito chato que um autor(que fazia um tempão que eu não sabia nada sobre ele)como o Lúcio se pronuncie para simplesmente reclamar de uma opinião pessoal e fomentar uma briga que todo mundo sabe que existe.

Rogerio said...

Outra coisa que me deixa beeem cansado: certezas.
Me cansa ouvir (ou ler) "as coisas SÃO assim porque EU estou falando que são".
Poucas vezes eu ouço "Ah, comigo é assim" "eu trabalho assim e funciona". E normalmente ouço isso das pessoas com quem ainda trabalho.
E também percebo que essas "declarações de certezas" jamais podem ser questionadas, porque ou viram discussões, ou ataques pessoais.
O melhor paralelo que eu consigo ver é com futebol. Se você discorda que o time do seu amigo é o melhor, obviamente está brigando com ele.

Rogerio Saladino

Lucio said...

Fala Rogério,

Só vou responder porque foi você que escreveu e depois vou voltar para o meu isolamento.

Eu não estou querendo fomentar briga nenhuma, ela já existe, como é possível ver nas ironias e comentários anteriores ao meu. Estava tentando entender um pouco ela, e foi bastante esclarecedor.

Em momento algum eu critiquei o Trevis por exprimir uma opinião no blog dele nem tentei coibir seu direito de falar, eu critiquei sim a opinião que ele expressou. E recebi uma resposta que achei satisfatória e coerente do Trevis. E ele também em momento algum me condenou por eu ter escrito meu comentário.

Num blog aberto a comentários, é normal que qualquer post gere debates com pessoas se manifestando contra e a favor (ou pelo menos se espera isso). Eu me manifestei contra, dando algum fundamento para meu ponto de vista, só isso. Ou você está dizendo que só vale comentários aqui que forem pra concordar com o Trevis?

Outra coisa, em momento algum eu soltei alguma "certeza" sobre a melhor forma de se trabalhar. Quem sou eu para definir isso? O que fiz foi dar um exemplo concreto de que as coisas podem ser feitas de forma diferente.

De resto, grande abraço para você, até a próxima,

Lúcio
de volta ao módulo lurker

Wallax said...

Ô Rogério, que time é teu?

Mas sério mesmo, até futebol pode ser de forma civilizada. O Trevisan já fez post do Fluminense quando perdeu a libertadores e eu não achei nada demais, nada de briga ou afins.

Questão de caráter né? ;)

Tsubasa said...

Bom, se for pra cortar alguma coisa, que corte durante o planejamento, né? Quero dizer, pega mal escrever um livro e, perto do final o autor perceber que esqueceu alguma coisa importante e dizer: "Ai caramba! Esqueci daquele treco importante e não tem mais espaço! Tudo bem, a gente corta isso".
Fica parecendo desleixo (algo estranho para alguém que se orgulhava de usar a palavra "profissionalismo")

Quaresma, "The" said...

Com tantos comentários[alguns bem ariscos, por sinal] daqui a pouco esse post ganha um fórum próprio XD~

Rafael said...

A exímia arte de cortar material só existe quando seu editor, quando confrontado com o quanto de trabalho você precisará fazer, responde da seguinte forma

"Escrevam até o quanto eu achar bom. Se vai sair ou não no livro sou eu quem vai decidir"

...

Na boa, por mim f*da-se se as críticas são pessoais, impessoais, azuis, roxas ou cobertas de chocolate. Algumas coisas precisam ganhar a luz do dia sim.

Filipi said...

Putz... mas rendeu esse post aqui hein!!

Tek said...

A do leitor de PDF sempre me faz rir.

João Paulo Francisconi said...

A mim causa curiosidade. Como pode alguém que está na internet há tanto tempo não saber sobre uma tecnologia que existem há mais de dez anos?

Filipi said...

Leitor de PDF foi foda... quem foi o asno que soltou essa!?

João Paulo Francisconi said...

Telles, ué. Tem outro asno que se acha no RPG nacional?